Não encontra o que procura?

Música tradicional

Curso profissional

Apresentação

Curso Profissional de Percussão Tradicional certificado pela DGERT. Este curso é um sonho concretizado e será de grande utilidade para todos que quiserem levar a Percussão Tradicional Portuguesa e Galega mais profissionalmente.  Este curso profissional aplicar-se-á a outros instrumentos. Pode consultar o desenho curricular de cada instrumento e o currículo de cada formador.

Plano de estudos:

Formação musical (Solfejo, leitura rítmica, leitura melódica) e Treino Auditivo

b) Formação e prática instrumental – escolha os seguintes instrumentos: 

– Percussão tradicional zé pereiras, Percussão tradicional, beirã, Percussão tradicional minhota, Percussão tradicional mirandesa e Percussão tradicional galega. 

– Cordofones tradicionais portugueses: Bandolim, Cavaquinho, Braguesa, Rabeca, Guitarra portuguesa (Lisboa e Coimbra).

– Instrumentos de sopro: Gaita de Foles – Mirandesa e Galega.

c) Classe conjunto. (Os alunos são convidados a tocar em conjunto com outros músicos em ambiente de Jam Session) 

Instrumentos:

Percussão tradicional: Zé pereiras, Beirã, Minhota, Mirandesa, Galega.
Cordofones tradicionais portugueses: Bandolim, Cavaquinho, Braguesa, Rabeca, Guitarra Portuguesa (Lisboa e Coimbra).
Instrumentos de sopro: gaita de foles, mirandesa, galega.

Professores:

Andrés Vilan

Andrés Vilan

Ver Currículum Vitae

Andrés Vilán, nascido em Arcade (Soutomaior) em 1978, introduz-se na percussão tradicional galega, de uma forma totalmente autodidacta, em 1988. Posteriormente continua a sua formação em todo tipo de percussões (folk, flamenga, afrocubana, árabe, classica…) e bateria, com a frequência de diferentes cursos e Master Classes.

Dentro da musica tradicional e folk, trabalha com os mais importantes gaiteiros da Galiza, como Marcos Campos, Pablo Carpinteiro, Iván Costa, Pedro Fariñas, Edelmiro Fernández, Paulo Gonçalves, Oscar Ibánez, Álvaro Novegil, CristianSilva, Pepe Vaamonde ou Xaquín Xesteira, assim como com algúns dos mais prestigiados gaiteiros europeus, como Patrick Molard, Jonh McSerry, Diarmaid Moynihan ou Ventuzy Andonov.

É um dos percussionistas mais premiados nos últimos vinte e cinco anos na Galiza, onde obtém sempre os primeiros prémios nos principais concursos de música tradicional, como o Concurso Regional de Gaitas de Ponteareas, o Memorial Ricardo Portela, o Memorial Manuel Villanueva, o Concurso de Música Tradicional Avelino Cachafeiro, o Concurso de Musica Tradicional Ricardo Portela – O Gaiteiro de Viascón ou o Memorial Texo, e ganha o prémio do melhor percussionista em todos eles para esta categoria. Posteriormente participa como jurado em muitos destes concursos.

No âmbito da docência conta com vinte anos de ensino como professor de percussão em diferentes centros educativos, escolas com mais de seiscentos alunos.

Actualmente trabalha como músico freelance e aulas de percussão em diversas escolas da Galiza e Portugal, assim como em diferentes curso e Master Classes.

Pedro Oliveira

Pedro Oliveira

Ver Currículum Vitae

Inicia o seu percurso musical em 1998 como autodidata e em 1999 dá o primeiro concerto. Posteriormente, estuda bateria e percussão com o professor José Pérez e frequenta a Escola de Jazz do Porto.

Licenciado em Música, variante de Música Eletrónica e Produção Musical na Escola Superior de Artes Aplicadas de
Castelo Branco.

Tem colaborado e gravado com projetos multifacetados e de várias vertentes artísticas como ElRupe, Índigo Quintet,
Unsafe Space Garden,Dada Garbeck,Hot Air Balloon,Mods colective,Sandy Kilpatrick,Mister Roland,Gnomon, Xícara,
entre outros.

Em teatro musicou produções com as Comédias do Minho, Teatro da Didascália, Companhia de Teatro de Braga e Jangada Teatro.

É requisitado para participar em projetos artísticos que envolvem comunidades com Onda Amarela, Outra Voz e Caisa.

É baterista e percussionista de sessão ao vivo e em estúdio.

Leciona bateria e expressão rítmica nos distritos do Porto e Braga e tem estado ligado a conceitos musicais que utilizam sonoridades tradicionais portuguesas e no ensino da percussão tradicional dando formação, workshops, oficinas criativas e na criação de música e performances para percussão.

Hervé Freire

Hervé Freire

Ver Currículum Vitae

o Licenciatura em Música, Variante de Música Electrónica e Produção  Musical – Instituto Politécnico de Castelo Branco, Escola Superior de  Artes Aplicadas Colocar

Hervê Freire começou desde muito cedo o contacto com a percussão tradicional da Beira Baixa na Casa do Povo do Paul, onde aprendeu técnicas e ritmos tradicionais dos bombos beirões e dos Adufes da cova da beira. Assimilados os ritmos ancestrais dessa região procura associa-los a ritmos e sonoridades modernas podendo ouvir-se algum desse trabalho no grupo Velha Gaiteira.

Atualmente toca em vários projetos como músico freelancer e é produtor musical.

Adriano Campinho

Adriano Campinho

Ver Currículum Vitae

Iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos, na classe de violino do professor Manuel Sá, quando ingressou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, tendo mais tarde concluído o 5.º Grau de Violino e o Curso Secundário de Música (vertente Formação Musical).

Enquanto violinista participou em diversos concertos de orquestra, tendo participado em masterclass com o professor Yuri Nasushkin e com os maestros Martin André e Joana Carneiro no âmbito de estágios de orquestra.

Em 2016 iniciou os seus estudos de Bandolim com o professor Nelson Silva na Escola de Música da Associação Cultural de Plectro tendo no ano seguinte entrado para a classe de Bandolim do professor António Viera no Conservatório de Música do Porto.

Enquanto bandolinista é membro efetivo da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins, tendo atuado em diversos concertos sob a direção musical do maestro Helder Magalhães, Pedro Chamorro, Fernando Bustamante, José Eduardo Gomes, Paulo Martins, Luís Carvalho, Francisco Ferreira e Yasunobu Inoue.

É também membro da Orquestra de Cordofones Tradicionais de Braga, sob a direção musical do maestro Jorge Castro, e tem participado regularmente nos concertos da Orquestra Cordas Dedilhadas do Conservatório do Porto.

Pedro Bomjardim

Pedro Bomjardim

Ver Currículum Vitae

José Pedro Castro Nunes Bonjardim, professor do 1.º Ciclo do Ensino Básico e músico autodidata e multi-instrumentista. 

Iniciou a aprendizagem de órgão aos dez anos que serviu de base teórica e prática para o seu percurso musical.

Mais tarde iniciou a aprendizagem de guitarra clássica, de baixo e bandolim, estando envolvido em diversos grupos musicais. Ensaiador da Tuna Académica da Universidade do Minho – Augustuna, Ensaiador e fundador da Tuna Académica de Braga – Estudantina de Braga e membro do Grupo Coral de São Victor. 

Paralelamente a este percurso pelos instrumentos de cordas, aos dezoito anos deu início à aprendizagem da Gaita-de-Foles como membro da Associação Cultural e Artística – Ida e Volta, assumindo até aos dias de hoje um papel ativo na coordenação artística do Grupo de Gaiteiros da mesma. Ainda nos instrumentos de sopro, e uma vez mais como autodidata, deu início à aprendizagem da flauta transversal.

Desde há alguns anos que exerce a função de professor/formador de Gaita de Foles na Academia Sond´art, tendo contribuído para a formação de mais de duas dezenas de gaiteiros.

Manuel Pinto

Manuel Pinto

Ver Currículum Vitae

Colocar currículum aqui

Mário Talaia

Mário Talaia

Ver Currículum Vitae
Nasceu em 1989, no seio de uma família com fortíssimas tradições culturais populares e etnográficas.

1991 – Esta forte ligação à tradição e à cultura popular faz com que aos 2 anos de idade inicie a sua actividade cultural e musical ao entrar no rancho acompanhando os seus pais em inúmeras actuações no nosso país.

1995 – Começa a tocar cavaquinho no Rancho de Adaúfe com 6 anos e a acompanhar as cantadeiras minhotas nas polifonias populares adquirindo um vasto reportório tradicional do Cancioneiro Minhoto. 

2000 – Com 11 anos inicia o seu percurso no mundo da Percussão Tradicional Portuguesa, integrando, desde a sua fundação, o Projecto Tambombo, na Escola EB 2 e 3 de Palmeira. Tem formação ao longo dos anos com Percussionistas como  Pedro Silva (Pita), Pedro Lima (Pima), Filipe Oliveira (Pi), Domingos Mendes, Vitor Silva e Rui Rodrigues, e aprende a construir instrumentos de percussão na Oficina da Escola de Palmeira.

Passados 2 anos começa a coordenar os grupos que foram nascendo por toda a cidade em ensaios e actuações;

2006 – Inicia o percurso de formador e responsável pelo  grupo de percussão do colégio D. Pedro V em Braga;

2008 – Começa o seu percurso profissional ligado à construção de instrumentos de percussão e formação musical  Oficina da Música Sond’Art;

2015 – Tira o curso de Formação de Formadores e é o Coordenador responsável pela formação em Percussão da Sond’art.

2020 – Retoma a formação musical em Cavaquinho com o Músico Paulo Rocha e integra o Projeto Cavaquinho na Escola onde é formador em várias Escolas do 1ºCiclo.

Ao longo de 20 anos do seu percurso como músico, coordenador de grupos, percussionista, nunca abandona o Rancho de Adaúfe, onde ainda permanece a executar várias funções.

Desde a fundação do Tambombo, em 2000, tem-se mantido na Coordenação do Projeto. Passou ainda pela Equipa Espiral, Associação 4º Tempo e Associação Bombos com Alma. Colabora com outros grupos enquanto músico convidado e  coordena a formação musical, desde a sua fundação, com a Associação Cultural Bombar’t;

Paulo Rocha

Paulo Rocha

Ver Currículum Vitae

Colocar currículum aqui

Napoleao Ribeiro

Napoleao Ribeiro

Ver Currículum Vitae

Colocar currículum aqui

Alunos

Anos de existência

4 + 14 =

"Música é a constante renovação. Cada vez que alguém toca, traz ao mundo um novo som."

Instrumentos

Academia

Estúdio